De quando em vez

O desenvolvimento do meio aéreo em Trás-os-Montes, e, o reatamento das carreiras Aéreas, Lisboa, Vila Real, Bragança e volta.
 
Como é sabido as duas melhores infra-estruturas aeronáuticas da nossa região: são os aeródromos de Vila Real e Bragança.
Assim, e neste contexto, as cidades de Chaves, Mogadouro, e Mirandela possuem aeródromos municipais, que, especialmente no Verão, têm um razoável afluxo de aeronaves dos mais variados tipos.
Ultimamente, a cidade de Mogadouro, está a ser muita procurada por ter no seu aeródromo um centro de voo á vela, -vulgo planadores.
 Com tudo isto, verifica-se, que a região de Trás-os-Montes e todo o Douro estão vivos para a Aviação Geral e não só.
Dentro deste contexto, continuamos a assistir no saber: quando voltarão a funcionar as carreiras aéreas Lisboa - Vila Real - Bragança e volta?
Alguma imprensa, refere por comunicados das entidades competentes que seria em Junho, mais tarde em Julho, e depois logo se há-de ver.
Aparecem como argumentos, varias razões que, até vão ao problema de ser necessário o visto do tribunal de contas sobre o contrato ganho em concurso publico pela Empresa AEROVIP, a qual, teve a responsabilidade dessas ligações aéreas, até Novembro de 2012, data em que foram suspensas.
De facto, o novo estilo de funcionalidade passando a escalar Viseu, Aeródromo de Tires (Casais) Portimão e volta, ainda não se sabe se será o mais conveniente. Todos os contornos desta mudança bem com outras situações, que irão prolongar a duração do voo desde Bragança até Portimão e o seu regresso.
Em próxima oportunidade esperamos poder pela positiva esperar que tudo isto aconteça para a melhoria das ligações em termos de transporte aéreo de e para Trás-os-Montes.
Neste momento em que escrevemos, estamos a ver os milhares dos nossos emigrantes na ânsia de reverem as suas origens e a sua identidade