Durante a quadra natalícia os apelos ao consumo intensificam-se. Deixamos aqui algumas estratégias que poderão contribuir para uma gestão mais eficaz do orçamento e para a prevenção do endividamento excessivo, evitando problemas de instabilidade financeir

 
         Dados do Gabinete de Apoio ao Sobre-endividado da DECO demonstram uma tendência de aumento anual do número de pedidos de apoio no mês de Janeiro, situação devida, em grande parte, ao endividamento registado na quadra festiva.
Adicionalmente, o contexto atual de otimismo generalizado face ao próximo ano e o maior incentivo generalizado de recurso ao crédito ao consumo, define condições que exigem um cuidado acrescido.
A DECO aconselha a elaboração do Orçamento Natalício que deve contemplar um planeamento dos gastos com presentes, alimentação, decoração e eventos sociais:
Presentes:
Evite compras de última hora e por impulso;
Efetue comparações de preços e opções disponíveis;
Defina uma lista de pessoas a quem oferecer presentes e quais os valores a despender;
Efetue compras online – permite uma comparação de preços e opções mais cuidada, evita gastos com deslocações;
Outras sugestões: oferta de presentes em conjunto ou oferta de um presente por família ou até apenas às crianças; utilização de jogo “amigo secreto”; elaboração dos próprios presentes para oferta;
Alimentação:
Planeie antecipadamente as refeições festivas, de forma a limitar o gasto total;
Distribua responsabilidades gastronómicas pelos membros da família, repartindo os custos;
Decoração:
Recicle e procure inovar na decoração com originalidade, recorrendo aos objetos decorativos que utilizou nos anos anteriores.
Eventos Sociais:
Procure realizar festas e jantares de amigos em casa e partilhe os gastos.
E tenha um Feliz Natal!
 
Gabinete de Apoio ao Sobre-endividado
Para solicitar apoio para instruir os seus pedidos de reembolso os consumidores poderão contactar o Gabinete de Apoio ao Consumidor da autarquia do seu concelho de residência (Alfândega da Fé, Carrazeda de Ansiães, Macedo de Cavaleiros, Mirandela ou Vila Flor). Estas autarquias têm um protocolo de colaboração com a DECO e prestam apoio gratuito.