Primeira epistola de Bragança aos comunistas

Em 1974 foi-vos dado um profeta (Cunhal) que tudo fez para vos levar pelos caminhos da glória e do poder.
Fizestes mal não o ter seguido.
Em 1974, levou-vos à sinagoga do poder aceitando ser ministro sem pasta do 1º Governo provisório chefiado pelo Prof. Dr. Adelino da Palma Carlos. E logo percebeu que para o vosso povo o poder não pode ser partilhado com nenhum outro partido. A sua profecia passava pelo centralismo democrático e pela «ditadura do proletariado» e por isso o PCP não voltaria à sinagoga do poder (governo) coligado mas apenas sózinho para que a União Soviética continuasse a ser o sol do mundo e a Coreia do Norte o regime dos amanhãs que hão-de cantar.
E porque este vosso profeta via para lá do Cristo Rei é que conseguiu nas eleições para a Constituinte em 1975 que o PCP – o vosso partido – tivesse eleito 30 deputados. Lembram-se?
Cunhal – o vosso profeta – tirou-vos do interior da sinagoga e levou a PCP – o vosso partido – para os bairros. Não voltou a entrar em nenhum governo provisório de Vasco Gonçalves  mas era ele quem escolhia os ministros e secretários de estado. Até que o povo começou a virar as costas às suas profecias e o vosso profeta foi obrigado a meter o PCP – o vosso partido – no VI governo provisório de Pinheiro e Azevedo. Lembram-se?
E esta profecia messiânica teve tanto sucesso e foi tão eficaz que o vosso partido – o PCP – em 1976, nas primeiras eleições legislativas elegeu 40 deputados. Lembram-se? Por isso o vosso partido agradecia ao profeta (Cunhal) dizendo «assim se vê a força do PC» mas o povo começou a perceber que a profecia do vosso profeta (Cunhal) se dirigia ao povo do vosso partido – PCP – e não ao povo em geral ou ao País e começou a fugir das sinagogas que vós frequentáveis. Quando o povo percebeu que o PCP -  o vosso partido - não passava do partido dos «portanto» começou a fugir das urnas (e dos votos) e começou a queda eleitoral e o PCP – o vosso partido – começou a encolher no parlamento e a ter em cada eleição menos deputados do que tinha na anterior. Aliás se virdes a primeira bancada parlamentar do vosso partido reparais que só tendes dois deputados porque os outros três são do bloco. E Já foi ao contrário – quarto do PCP e um da UDP. Lembram-se?
Meus caros comunistas o vosso partido – o PCP – tem estado a perder votos, apoio popular e deputados desde 1976. E o vosso profeta (Cunhal) percebeu o inicio do declínio e escolheu um sucessor (Carvalhas). Era mais novo! Teria ideias mais arejadas para estancar a sangria de apoio, de votos, de deputados e de quadros, mas o vosso profeta – ao contrario dos do Antigo Testamento – enganou-se!
Nem Carvalhas era jovem nem tão pouco tinha ideias quanto mais arejadas. E o vosso povo começou a revoltar-se.