A arte na avenida

O separador central da Avenida Cidade de Zamora, em Bragança, muda de visual com frequência. Desta vez deixou a cor única, um esperançoso verde da cor da relva, passando a multicor, onde sobressai o vermelho. O Zé ouviu dizer que serão as cores das mantas típicas de Zamora.  De carência de intervenções nesta artéria da cidade ninguém se queixa. O que falta mesmo é a correção certa. Os ziguezagues têm vindo a ser reduzidos, mas ainda dão luta aos condutores menos atentos.