Os jardins suspensos das praças brigantinas

Os que tinham dúvidas sobre a verdadeira existência dos Jardins Suspensos da Babilónia podem ficar tranquilos. Há resquícios de que existiram, mesmo, a crer nos achados em Bragança. O Zé, que nos últimos dias teve que fazer como o Zé do Telhado e andar por aí nas alturas, encontrou dois jardins suspensos, um na sede do PSD, cujo telhado está bem adornado a dourado, com a erva seca, e, o outro - pasme-se que nesta cidade até o granito dá fruto - nos arcos da Praça Camões, também em tom dourado, talvez para fazer ‘pendant’ com as novas cores da cidade. O Zé recomenda que retirem os jardins, não vão os locais meter água, por causa das infiltrações, claro.

 

Edição
3594