A opinião de ...

Tesouro Riquíssimo da Palavra

 
26º Meditações sobre a Exortação Apostólica
 
«A Igreja, que é discípula missionária, tem necessidade de crescer na sua interpretação da Palavra revelada e na sua compreensão da verdade. A tarefa dos exegetas e teólogos ajuda a “amadurecer o juízo da Igreja” . Embora de modo diferente, fazem-no também as outras ciências. Referindo-se às ciências sociais, por exemplo, João Paulo II disse que a Igreja presta atenção às suas contribuições “para obter indicações concretas que a ajudem no cumprimento da sua missão de Magistério” . Além disso, dentro da Igreja, há inúmeras questões à volta das quais se indaga e reflecte com grande liberdade. As diversas linhas de pensamento filosófico, teológico e pastoral, se se deixam harmonizar pelo Espírito, no respeito e no amor, podem fazer crescer a Igreja, enquanto ajudam a explicitar melhor o tesouro riquíssimo da Palavra. A quantos sonham com uma doutrina monolítica defendida sem matizes por todos, isto poderá parecer uma dispersão imper-feita; mas a realidade é que tal variedade ajuda a manifestar e desenvolver melhor os diversos aspectos da riqueza inesgotável do Evangelho ». (Evangelii gaudium, nº 40)
 
1º Discípula missionária. A Igreja, enviada por Jesus, o Esposo, seu Rebanho, seu Corpo Místico, é discípula missionária, por isso tem necessidade de crescer na inter-pretação da Palavra de Deus. Os exegetas e os teólogos precisam de se deixar ajudar pelas outras ciências, sobretudo as ciências sociais, para perceberem melhor as indi-cações concretas que ajudem ao cumprimento da sua missão. Daí a necessidade de dis-cutir com grande liberdade muitas questões dentro da Igreja, para que, movidos pelo Espírito, todos nos deixemos ajudar a fazer crescer a Igreja. Esta tem que estar em con-tínua assimilação, em confronto com a Palavra, e deixar-se evangelizar “ad intra”, ou seja, pregar a si mesma, ver-se e converter-se à luz da Palavra que anuncia aos outros.
 
2º Tesouro riquíssimo da Palavra. A Palavra de Deus, como letra viva e eficaz, como Palavra que dá vida, que ilumina, que converte, que dá sabedoria, que ilumina caminhos, que transforma vidas e instituições, que revela mistérios, que ajuda a conhecer o amor e a vivê-lo, é um tesouro riquíssimo. Não basta lê-la, nem sequer estudá-la. É preciso fé na Palavra, aprender a rezá-la e a saboreá-la com o coração. Comer a Palavra como quem se alimenta da verdade e da sabedoria que ilumina a inte-ligência e converte o coração. Temos que ser homens e mulheres transformados pela Palavra, que é sempre viva e eficaz, acção de Deus e do seu amor.
 
3º Riqueza inesgotável. A variedade de estudos, de partilha, de relação com outras ciências, ajuda a manifestar e desenvolver melhor os diversos aspectos da riqueza insondável do Evangelho. Não podemos sonhar com uma doutrina monolítica, onde falte a riqueza da variedade que enriquece, que faz ver outros aspectos, que ajuda à uni-dade da fé, que nos faz perceber matizes diferentes e nos enriquece. Daí a urgente oração sobre a Palavra e a partilha do que o Espírito nos fez saborear e sentir. Ele nos conduzirá à descoberta da beleza da Palavra e da sua riqueza partilhada e vivida.

Edição
3499