A opinião de ...

Ambiente é também tema de Fé

Pode parecer estranho para muitos, mas o ambiente é também tema importante para a Fé cristã. E, certamente, para muitas outras.
Ambiente no sentido mais amplo, que se relaciona com o respeito de bens que são dons de Deus e que não podem ser olhados como os olhos dos que encaram esses dons como sua propriedade absoluta ou os vêem apenas de uma perspectiva de curto prazo.
Nós somos meros gestores de bens cujo destino nos ultrapassa e limita. E essa gestão não pode ignorar a responsabilidade inter-geracional.
Não se trata de estricta posição doutrinária ou ideológica, antes de uma decorrência da própria Fé que muitos de nós perfilhamos.
Foi isso mesmo que quis o Papa Francisco sublinhar com a sua Encíclica Laudato Si, verdadeira chamada de atenção para um problema que, tantas vezes, aparece apagado ou esbatido pelos debates do momento-do crescimento sem desenvolvimento, da economia sem sentido social, das finanças sem preocupação económica, social e cultural.
Claro que o apelo é polémico. Que depara com interesses estabelecidos fortes e reactivos. Que incomoda bastantes consciências e desafia vários comportamentos.
Mas o que esperar de uma Fé radical como a cristã?
E como congelar no tempo a sua expressão,como se não devesse estar presente na evolução da Humanidade?
Desinstala? Provoca? Sobressalta?
Que bom, para nos lembrar que a nossa caminhada não é um passeio anódino, sem riscos nem obstáculos.
Pelo contrário, é uma peregrinação que nos impõe estarmos atento aos sinais dos tempos, agirmos, intervirmos, afrontarmos problemas, recomeçarmos todos os dias como se fosse o primeiro.
Em suma, estarmos vivos.
 

Edição
3533