Os coelhos da cidade

Outubro é tempo de caça aos coelhos. Não, não é nenhum jogo de palavras com aquilo que vai acontecendo na vida pol´ítica portuguesa depois das eleições legislativas. É que em Bragança há quem se esqueça das regras de caça e do limite de 250 metros das casas. Na quinta-feira, dia 29 de outubro, um caçador (ou ‘passeador’ da arma) decidiu que era boa ideia andar aos tiros às silvas, na esperança de matar algum coelho, mesmo junto aos prédios da Quinta do Rei, na Circular Interior de Bragança. À PSP, chamada ao local, não teve pejo de mentir descaradamente, dizendo que estava só de passagem. É preciso ter lata... e mais atenção a estes caçadores de cidade. 

 

Edição
3549