Natalidade

Menos de 500 nascimentos atiram distrito para "o estado moribundo" na demografia

Publicado por Glória Lopes em Sex, 2016-01-15 10:41

Foram exatamente 477 partos os realizados em 2015 na maternidade  da Unidade Local de Saúde do Nordeste (ULSNE), a única do distrito. Há vários concelhos em que a demografia já está em "estado moribundo" fruto da baixa natalidade, que entrou em linha descendente no distrito de Bragança. Em três anos os registos dão conta de menos 78 nascimentos naquele bloco de partos. No que toca a nascimentos os valores do distrito são sempre a descer.
O número de partos do ano passado já raia o assustador se o olhar apontar para o que se advinha nos anos mais próximos, são menos 39 do que em 2014. Seis destes nascimentos de 2015 são de famílias que não vivem cá.
Em seis concelhos os nascimentos ficaram abaixo dos 20, em dois deles foram apenas oito, nomeadamente Carrazeda de Ansiães e Freixo de Espada à Cinta. No entanto, neste último concelho, a Conservatória de Registo Civil registou quatro crianças em 2015. Já o número de óbitos foi de 72. 
LEIA A NOTÍCIA COMPLETA NA EDIÇÃO ONLINE OU EM PDF