Torre de Moncorvo

Município pede apoios para combater a erosão na Mata Nacional do Reboredo

Publicado por Francisco Pinto em Sex, 2018-07-27 15:11

O presidente da Câmara de Torre de Moncorvo pede apoios às entidades competentes para o ordenamento da Mata Nacional do Reboredo que ficou sem defesas contra as enxurradas e outras intempéries durante um incêndio que lavrou em julho de 2017.

O incêndio que há cerca de um ano afetou o “pulmão” da vila de Torre de Moncorvo provocou “um grave problema de erosão”, sendo uma prova, segundo o autarca Nuno Gonçalves, de que “é preciso investir mais no ordenamento da Serra do Reboredo”, que é gerida pelo município em parceria com o Instituto Nacional de Conservação da Natureza e Florestas (ICNF).

“O incêndio que no ano passado devastou a Mata Nacional do Reboredo fez com que, no passado dia 29 de junho, durante uma enxurrada na vila de Torre de Moncorvo trouxesse atrás de si, lamas, distritos e pedregulhos, que danificaram viaturas, sistemas de escoamento de águas pluviais e outros estragos, ainda não contabilizados, mas que ascendem certamente a algum milhares de euros”, disse Nuno Gonçalves.

O autarca avançou que já foi assinado com a Agência Portuguesa do Ambiente (APA) um protocolo relativo à revisão das linhas de águas que atravessam a Serra do Reboredo e outras e que acende a 125 mil euros.
 
(Artigo completo disponível para assinantes ou na edição impressa)