// Alfândega da Fé

Bienal de Cerveira pela primeira vez em Trás-os-Montes

Glória Lopes em Sex, 17/08/2018 - 09:40

Alfândega da Fé recebe este ano, pela primeira vez, uma exposição no âmbito dos 40 anos da XX Bienal Internacional de Arte de Cerveira, concretizando-se como uma pólo da bienal que se junta ao que já existe em Monção. A mostra colectiva, que reúne vários artistas portugueses, está patente na Casa da Cultura Mestre José Rodrigues até 29 de setembro, artista que tinha família em neste concelho. 
 
Prémio Mestre José Rodrigues para incentivar novos artistas 
 
Daqui para a frente nos anos da Bienal, Alfândega da Fé recebe uma exposição alusiva. Será ainda lançado o prémio Mestre José Rodrigues para incentivar os jovens artistas. “O mestre é uma referência e uma memória que queremos preservar. Ele colaborou connosco de várias formas”, referiu Berta Nunes. 
Ana Margarida Duque, chefe de divisão da câmara de Alfândega da Fé, esclareceu que o prémio também tem como objetivo descobrir os talentos do concelho. “Queremos incentivar artistas locais a mostrar o seu trabalho”, afirmou.
Na exposição de Alfândega da Fé estão expostos trabalhos de 20 artistas, como Isabel de Sá, José Emídio, Rosa Ramos, Rui Anahory, Acácio de Carvalho, Zulmiro de Carvalho, Cabral Pinto, Ção Pestana, Cristina Valadas, Artur Moreira, Deolinda Pinto Rodrigues, Fernanda Araújo, Graça Martins, Henrique Silva, M. Sousa Pereira, Margarida Leão, Roberto Merino, Rodrigo Cabral e Susana Bravo.