Atual // Bragança

Cafés e restaurantes do centro histórico queixam-se da falta de ecopontos

Marta Pereira em Qui, 30/11/2017 - 13:35

A falta de ecopontos tem sido um problema para os trabalhadores dos cafés e restaurantes situados no centro histórico de Bragança, que têm que se deslocar cerca de 300 metros para reciclarem o lixo.
Neste local existem vários estabelecimentos na área da restauração, o que agrava a situação, por serem negócios que produzem muito lixo.
Que o diga Gabriel Andrade, sócio-gerente do Café Chave D’ouro, que considera que a dificuldade não reside só na falta de ecopontos próximos, como também no número reduzido de contentores de lixo indiferenciado naquela zona.
“É uma zona onde há restaurantes, bares e cafés e todos os dias acumula-se bastante lixo. E às vezes à noite os contentores já estão tão cheios que é difícil por lá o lixo”, explicou.
LEIA A REPORTAGEM COMPLETA NA EDIÇÃO ONLINE OU IMPRESSA