Atual // Bragança

Contas aprovadas na Assembleia Municipal

AGR em Qui, 04/05/2017 - 10:12

Apenas com o voto contra da CDU e 13 abstenções (PS e Movimento Independente Sempre Presente), foram aprovadas as contas do município de Bragança (46 votos favoráveis) do ano passado, que incluem um saldo positivo de mais de 2,5 milhões de euros.
De acordo com a informação prestada pela autarquia aos elementos da Assembleia, a dívida reduziu-se em 1,59 milhões de euros, tendo sido registado um volume de receitas de mais de 40 milhões de euros, contra 31,5 milhões de despesa.
“Às vezes há algum atraso na execução de obras por parte dos empreiteiros mas é uma situação perfeitamente normal e que está dentro do que é razoável”, explicou o presidente da Câmara, Hernâni Dias, sobre o saldo positivo da autarquia.
Bruno Veloso, do PS, aponta esse como um dos principais fatores para a abstenção da sua bancada. “É fruto de um conjunto de políticas com as quais não concordamos. E lamentamos que transite um superavit, pois é uma forma de dizer aos cidadãos de Bragança que o concelho não tem necessidades, o que não é verdade. Vão utilizar esse dinheiro para medidas eleitoralistas”, apontou.
Henrique Ferreira, do Movimento Sempre Presente, explicou que a abstenção se deveu a duas razões: “por um lado, consideram  insuficientes os objetivos estabelecidos embora os que foram estabelecidos tenham sido alcançados.
(Artigo completo disponível para assinantes ou na edição impressa)