Igreja // Igreja

D. José Cordeiro encontrou-se com o Papa Francisco

AGR em Sex, 21/02/2014 - 09:11

"Um encontro extraordinário!" Foi desta forma que D. José Cordeiro, bispo da diocese Bragança-Miranda, resumiu mais um encontro com o Papa Francisco. Este decorreu na quarta-feira, em Roma, no âmbito de um simpósio sobre Liturgia, para o qual o prelado brigantino foi o único português convidado a participar.
“O ensino da Liturgia nas faculdades, seminários e casas de formação, depois da Sacrosanctum Concilium” foi o tema da conferência proferida por D. José Cordeiro, neste simpósio que pretendeu assinalar os 50 anos da implantação da Sacrosanctum Concilium (SC).
“Aceitei com alegria este convite. É uma enorme responsabilidade porque é um simpósio mundial. Ao aceitar este tão honroso convite aumenta também a minha responsabilidade que também exerço como consultor na congregação para o culto divino e disciplina dos sacramentos”, frisou o prelado antes da sua partida para Itália.
D. José Cordeiro foi o único bispo português convidado a participar neste evento, que juntou alguns dos maiores especialistas mundiais da Igreja, quase todos cardeais.
O bispo de Bragança-Miranda proferiu anteontem a sua intervenção, centrada no ensino da  Liturgia.
O dia de quarta-feira foi mesmo o mais simbólico do programa pois teve a manhã reservada para uma audiência geral com o Papa Francisco.
D. José Cordeiro fez a sua intervenção da parte da tarde, depois de Mons. Martín de Elizalde, de Santo Domingo.
O bispo de Bragança abordou três aspetos fundamentais no ensino da Liturgia. Por um lado, abordou a educação litúrgica e a ciência litúrgica, em que a SC configura o ponto de chegada do percurso traçado pelo Movimento Litúrgico; num segundo ponto sobre o tema, D. José Cordeiro frisou que “desde o Concílio Vaticano II, a Liturgia é considerada um dos principais disciplinas do currículo de Teologia. Na verdade, a primeira Constituição conciliar esclarece o ensino teológico da Liturgia, apresentando-a como uma das principais disciplinas teológicas”, disse.
Por fim, sobre a Mistagogia Litúrgica, o bispo diocesano recordou que “é uma maneira de fazer teologia, uma vez que “o método básico desse tipo é a teologia bíblica.””
Entre os oradores estiveram nomes como o do Cardeal George Pell, de Sydney, ou Prof. Mons. Kevin W. Irwin, da Universidade Católica da América.