Cultura // Cultura

“Fátima, o dia em que o sol bailou” no Teatro Municipal de Bragança

Redação em Seg, 23/05/2016 - 12:27

O espetáculo “Fátima, o dia em que o sol bailou”, alusivo às aparições e à mensagem de Fátima, chega esta semana ao Teatro Municipal de Bragança. Encomendado pelo Santuário de Fátima no contexto da celebração do Centenário das Aparições e estreado com casa-cheia no Grande Auditório do Centro Pastoral de Paulo VI, no passado dia 13 de maio, “Fátima, o dia em que o sol bailou” pretende alcançar agora uma amplitude maior e apresentar-se em outros palcos de Portugal e do Mundo.
Tem estreia marcada para quarta-feira, 25, e prolonga-se até ao próximo sábado.

“Nos três espetáculos de estreia apresentados no Auditório do Centro Pastoral Paulo VI e nos quais atuámos para seis mil pessoas sentimos sobretudo o carinho e o interesse do público, dos fatimenses e dos peregrinos, que apreciaram o nosso esforço de interpretar artisticamente o acontecimento e a mensagem das aparições.”, recordam Cláudia Martins e Rafael Carriço, diretores artísticos e coreógrafos da companhia de dança Vórtice, responsável pelo espetáculo.
A base temática de “Fátima, o dia em que o sol bailou” é o contexto social e cultural das aparições de Fátima, bem como o reflexo desses acontecimentos no tempo presente. Cláudia e Rafael sublinham que o espetáculo “tece uma reflexão atual e contemporânea do acontecimento e da mensagem”, algo que “continua a mostrar que os apelos deixados na Cova da Iria em 1917 têm atualidade”.

“Na peça são retratados alguns dos momentos mais marcantes, ocorridos de maio a outubro de 1917, tais como a aparição em que ‘uma Senhora vestida de branco, mais brilhante que o sol’ apela à oração e pede às três crianças, Lúcia, Francisco e Jacinta, que rezem o terço todos os dias, para que se alcance a paz no mundo e o fim da guerra”, sublinham Cláudia Martins e Rafael Carriço.

A Visão do Inferno, o Milagre do Sol e a Morte da Jacinta são outros dos momentos representados. “No decorrer da peça há uma viagem no tempo, fazendo-se o paralelismo de situações passadas com situações presentes”, explicam os autores deste trabalho artístico, para sublinhar que dois elementos-chave perpassam a mensagem do espetáculo: “A fé e a esperança são-nos dadas como veículos de superação das adversidades”. 
O convite à Vortice Dance Company para levar o espetáculo ao norte do país surgiu da parte da Autarquia Municipal de Bragança. Assim, no final de maio “Fátima, o dia em que o sol bailou” estará no Teatro Municipal de Bragança, espaço onde a Vortice Dance Company apresenta as suas produções com regularidade. No dia 25 de maio, quarta-feira, sobe ao palco às 21:30. No dia seguinte às 15:00. No dia 27, a Comunidade Escolar de Bragança é convidada, às 10:30, a assistir aos ensaios e, durante a tarde, às 15:00, será possível participar, gratuitamente mediante inscrição prévia, numa Aula de Dança. No sábado, o espetáculo multidisciplinar é apresentado em duas sessões, às 15:00 e às 21:30. 

Os bilhetes estão disponíveis para venda, pelo valor de 6€ para adultos e 4€ para estudantes, junto do Teatro Municipal de Bragança (http://teatromunicipal.cm-braganca.pt/) .