Cultura // Bragança

Festival D’Onor quer dar vida à aldeia comunitária

AGR em Qui, 13/07/2017 - 12:32

Levar a juventude a uma das aldeias mais envelhecidas do concelho de Bragança é o objetivo do Festival D’Onor, que nos dias 21 e 22 de julho decorre na aldeia comunitária de Rio de Onor.
Para além disso, a organização, a cargo de três jovens daquela zona do Parque Natural de Montesinho, é “ajudar a promover Rio de Onor na votação para as 7 Maravilhas - aldeias de Portugal”.

Ao longo de dois dias, no próximo fim de semana, a aldeia com pouco mais de cem habitantes, na fronteira com Espanha, recebe diversas iniciativas, como uma ronda cultural, uma homenagem ao gaiteiro Juan Prieto Ximenes ou um passeio pedestre e um de carros antigos e desportivos.

Para além de refeições comunitárias, à boa tradição transmontana, decorrem também concertos, com destaque para o dos Galandum Galundaina, Alberto Jambrina & Pablo Madrid, Zíngarus, Gira Disco e dois DJs, Chega na Hora e Gaitelinho.
O parque de campismo da aldeia estarà disposição dos participantes, de forma gratuita. Também as entradas nos concertos são gratuitas. “Só cobramos pelas refeições. São cinco e custam 35 euros”, explicou David Vaz, da organização. “Com isto, queremos dar a conhecer a aldeia e trazer jovens para o meio rural”, explicou o responsável da organização.