Mirandela

Governo satisfeito com operacionalidade registada pela brigada do GIPS

Publicado por Fernando Pires em Qui, 2018-11-22 10:33

Há sete meses que Mirandela acolhe uma Unidade de Ataque Ampliado do GIPS - Grupo de Intervenção de Proteção e Socorro – com 55 militares da GNR, na residência do Centro de Formação Profissional, da Quinta do Valongo.
Trata-se de uma unidade criada no âmbito da Diretiva Operacional Nacional que estabelece o dispositivo de combate a incêndios para 2018, que conta ainda com mais três bases no país, mais concretamente, em Viseu, Aveiro e Loulé, com condições para uma intervenção, quer no ataque inicial, quer no ataque ampliado.