Atual // Bragança

IPB reúne especialistas ibéricos em contabilidade para discutir ética e sustentabilidade na gestão de empresas

AGR em Qui, 22/09/2016 - 16:19

A transposição da nova diretiva comunitária que obriga, a partir de 1 de janeiro de 2017, as grandes empresas a considerarem aspetos como a sustentabilidade, responsabilidade social ou a ética e combate à corrupção nas suas contas, será um dos temas quentes apresentados no XVII Encontro AECA, que a Associação Espanhola de Contabilidade e Administração organiza hoje e amanhã (quinta e sexta-feira), no Instituto Politécnico de Bragança, numa parceria com a Escola Superior de Tecnologia e Gestão, a ESTIG.

“Vamos tratar temas de muita atualidade e relacionados com a transparência e a sustentabilidade. O que promovemos é uma boa gestão e transparente dos negócios e da economia”, frisa Jose Luis Lizcano, diretor da AECA que, a cada dois anos, organiza este evento em Portugal. Da meia dúzia de encontros que decorreram no nosso país, este é o maior em termos de comunicações e participantes, sendo esperadas mais de 200 pessoas.

“Viram em nós capacidade para organizar o congresso. Reconheceu-se capacidade e mérito da instituição para organizar. Escola apoia e incentiva o docente para fazer estas organizações. O nosso interesse é atrair gente para a cidade e para a região e, também, aumentar a visibilidade da instituição”, suplinha o presidente da ESTIG, Albano Alves.

Jose Luis Lizcano explica que o mundo mudou, também na contabilidade. “As empresas não necessitam apenas de informação financeira mas estão dependentes de outros âmbitos, como os aspetos ambientais, sociais, de boa governação”. E a nova diretiva comunitária “vai exigir, em primeiro lugar, às grandes empresas, com mais de 500 funcionários, que apresentem o estado não financeiro”. “Vai tentar recolher a informação financeira, as contas e, por outro lado, o aspeto social, ambiental, relacionados com a corrupção, etc. São aspetos que é preciso começar a apresentar formalmente num documento”, nota. Essa diretiva será apresentada, em primeira mão, por Vladimíra Drbalová, membro da Comissão Europeia, neste encontro.

Também estará presente Jyoti Banerjee, Diretor Technology Initiative IIRC, de Londres, instituição que está a promover o relatório integrado, um documento que pretende incluir toda a informação estratégica, financeira e não financeira. Haverá ainda duas mesas redondas, uma sobre o terceiro setor, e outra sobre ética e sustentabilidade.

Tags: