Nordeste Transmontano

IPSS injetam mais de 30 milhões de euros nas economias familiares do distrito

Publicado por Glória Lopes em Seg, 2016-12-05 10:05

As 124 Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) do distrito de Bragança transferem mais de 30 milhões de euros anualmente para as economias familiares dos 12 concelhos, à razão de um valor superior aos 2,5 milhões por mês, só em ordenados.  Ao todo empregam perto de 3600 trabalhadores e nos anos considerados de crise não seguiram o caminho do despedimentos, mas da contratação de funcionários. O peso do chamado terceiro sector, sobretudo das IPSS, é "muito importante", referiu o Pe. Lino Maia, presidente da Confederação Nacional das Instituições de Solidariedade (CNIS) durante o I Encontro da União de IPSS do Distrito de Bragança, que teve lugar na passada sexta-feira, 25, no auditório do Nerba - Associação Empresarial de Bragança.
No total das IPSS distritais, 94 contam com acordos com a Segurança Social, que se traduzem em mais de 350 acordos de cooperação