Atual // Mirandela

Jorge Gomes debaixo de fogo

Fernando Pires em Qui, 01/06/2017 - 09:26

O presidente da direção dos bombeiros de Mirandela considera que foram infelizes as declarações do secretário de Estado da Administração Interna na apresentação do Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Florestais (DECIP), no Parlamento. 
Jorge Gomes afirmou que a comparticipação aos bombeiros que integram o dispositivo vai manter-se nos 45 euros por dia, sublinhando que um bombeiro recebe, ao final do mês, 1.350 euros e que os bombeiros são amadores.
Estas afirmações geraram revolta em algumas corporações de bombeiros, uma vez que o secretário de Estado omitiu que os bombeiros não podem ser escalados 24 horas consecutivas durante 30 dias seguidos.