Desporto // Futebol

Mirandela agudizou a crise do Bragança

AGR em Dom, 30/11/2014 - 21:22

O Mirandela foi esta tarde vencer ao Estádio Municipal Eng. José Luís Pinheiro, pondo fim a uma tradição que já durava há 30 anos.
O Bragança ainda não venceu em casa esta época e, na opinião do seu treinador, Rui Vilarinho, já se despediu da luta pela subida.
O Bragança começou melhor e logo na primeira jogada do encontro podia ter marcado, mas Samir falhou o remate. O avançado esteve muito trapalhão e atrapalhou bastante o jogo ofensivo da sua equipa, à exceção do golo que marcou, numa jogada... atrapalhada.
Lá atrás, o guardião Ximena também acusava algum nervosismo, sobretudo a jogar com os pés, causando muitos calafrios à sua defesa.
A primeira parte foi de muita luta mas pouca qualidade. O Mirandela acabaria por chegar à vantagem já nos descontos, num lance em que Ximena parece mal batido, num remate enrolado.
O segundo tempo foi muito mais emotivo. O Bragança empatou num lance de alguma atrapalhação na área alvinegra. Pedro Fernandes também não ficou bem na fotografia, pois o remate de Samir até não levou muita força e o guarda-redes mirandelense parecia ter o lance controlado, antes de entrar, ele e a bola, na baliza (ver sequência de fotos). Mas recompôs-se e ainda fez uma defesa importante, a segurar, na altura, o empate.
O domínio foi sendo repartido entre as duas equipas. O Bragança partiu para cima do adversário pois o empate não interessava mas os alvinegros mostravam-se mais esclarecidos e assertivos. Por isso não estranhou o segundo golo, por Wellington, numa arrancada desde o meio-campo que a defesa, já descompensada pelo balanceamento ofensivo, não acompanhou. Ao avançado mirandelenses sobrou tempo até para contornar Ximena antes de encostar.
O Bragança reagiu e empatou logo de seguida, na marcação de uma grande penalidade cometida sobre Tony. Miguel Lemos não tremeu e fez o segundo, já depois de a PSP ser chamada a intervir por alguns desacatos nas bancadas. A tensão até tinha começado antes do início do jogo, logo à chegada do autocarro mirandelense.
As duas equipas entregaram-se de corpo e alma ao jogo e o Mirandela acabou por ser mais feliz. O recém-entrado Andrés Madrid mostrou que quem sabe nunca esquece, fazendo uma espetacular abertura para Wellington cruzar para a área onde apareceu um companheiro a finalizar.
A vitória deixa o Mirandela no segundo lugar, com 19 pontos, a três do Fafe. Já o Bragança viu as contas complicarem-se, caiu para oitavo e vive dias de grande agitação interna, com descontentamento no seio da direção.
No final, os dois treinadores concordaram com a justiça do resultado.
Na próxima jornada, o Bragança recebe o Vilaverdense e o Mirandela o Cerveira.

Tags: