Cultura // Miranda do Douro

Peça histórica e única de relojoaria regressa à concatedral

Francisco Pinto em Qui, 27/10/2016 - 09:46

Um “singular” marcador do tempo, da primeira metade do século XVIII, está de regresso à concatedral Miranda do Douro, após um “rigoroso processo de restauro”, indicou a Direção Regional de Cultura do Norte (DRCN).
“O marcador do tempo é um mecanismo de relojoaria grossa, sendo que o exemplar que se encontra em Miranda do Douro é formado por peças de ferro forjado cavilhadas”, explica a DCRN.
Para o presidente da câmara de Miranda do Douro, Artur Nunes, esta peça “única “ constituí-se como mais um motivo de visita à cidade e ao mesmo tempo deixo os mirandeses orgulhosos do seu património. 
Este mecanismo, da primeira metade do século XVIII, era animado por sistema de pêndulo e corda para um dia e dotado de um único ponteiro que marcava os quartos de hora”.