Atual // Vila Flor

Viagem até ao Calcolítico é possível no Cabeço da Mina

Glória Lopes em Qui, 17/08/2017 - 09:42

Foram precisos cerca de 20 anos para se concluir o processo de construção do Centro Interpretativo de Cabeço da Mina, localizado em Assares, concelho de Vila Flor, inaugurado na passada sexta-feira. Ali se conta a história deste local no Vale da Vilariça, classificado como Interesse Público em 2014, onde foram encontradas cerca de 30 estelas-menires. Através de imagens, multimédia, descrições e alguns achados arqueológicos originais ou réplicas faz-se uma viagem até ao Calcolítico, a cerca de três mil anos antes de Cristo. "Foi uma viagem longa, mas chegamos a bom porto", admite o presidente da câmara de Vila Flor, Fernando Barros.
Trata-se de "um espaço museológico entre o melhor que se faz no país", destacou António Ponte, diretor-regional de Cultura do Norte.
O estudo dos artefactos identificados durante as campanhas arqueológicas realizada no local aponta para a existência de um santuário pré-histórico, datável do Calcolítico (c. do 3.º milénio a. C.), como parece indicar a interpretação tipológica e estilística dos seus elementos constituintes. "Pode significar um atrativo do que é a promoção do Vale da Vilariça e do património cultural da região