Cultura // Macedo de Cavaleiros

Virgínia do Carmo regressou à poesia com “Relevos”

Glória Lopes em Qui, 11/09/2014 - 09:53

 
“Relevos” é o novo livro de poesia da escritora transmontana,  Virgínia do Carmo, lançado no passado domingo na livraria Poética, em Macedo de Cavaleiros, com apresentação de Hercília Agarez.
Trata-se também do terceiro livro de poesia da autora, cujo última publicação tinha sido um livro de contos. Depois da primeira experiência na prosa, Virgínia do Carmo decidiu regressar à poesia o seu meio natural “fechado assim um ciclo de quatro anos”, referiu ao Mensageiro. Confessa sentir-se mais à vontade nas malhas da poesia do que nas teias da prosa, isto porque “os poemas são uma escrita mais natural, escrevo por imposição de algo que sinto ou que me acontece”, revelou.
A escritora dá conta que escrever poesia é uma necessidade que sente há muitos anos. Este novo livro reúne um conjunto de poemas escritos nos últimos quatro anos, mas nem por isso “vai na linha dos anteriores e nota-se uma diferença na escrita e até na própria estrutura gráfica do livro”, acrescentou.
A autora define a palavra “relevo” como uma saliência face à realidade, e considera que se pode estabelecer-se um paralelo com a poesia, por esta ser, no seu entender, “um relevo emocional face à realidade”.