Dicas para comprar férias sem ser enganado

Tanto para férias de verão como para escapadinhas durante fins de semanas prolongados é importante ter atenção como são reservados os alojamentos, aceites os termos e as condições e se são fidedignos. Assim, temos quatro dicas para comprar férias sem ser enganado.
A primeira dica que deve ter em conta é relativa ao caso de reservar uma casa perto da praia. É melhor pedir a morada certa e confirmar no Google Maps. Por vezes, só há a indicação que a casa está a dois minutos da praia e nem sempre é real. Para além disso, compare as fotografias do Google com o anúncio e pesquise as do anúncio com as do Google para garantir que não foram copiadas de outro sítio.
Segunda dica: se puder visite a casa que quer arrendar ou peça a alguém que o possa fazer. Pague também o sinal menor possível e deixe a restante quantia para pagar no dia da chegada. No ato do pagamento, prefira pagar com Paypal ou cartão pré-pago para defender os seus dados em caso de fraude e assim reaver algum montante também.
Reclame sempre se estiver algo estragado, avariado ou partido. Tire fotografias e informe o proprietário ou agência que vendeu o alojamento. Reclame no local como também no regresso, pois as agências de viagens têm livro de reclamação. Para além disso, possuem um Provedor do Cliente e o Turismo de Portugal tem uma comissão arbitral que pode accionar o fundo de Garantia do turismo.
Por fim, faça bem as contas, pois os anúncios online são peritos em esconder o total a pagar, divididos em custos escondidos. Muitos apenas surgem no final da reserva.
Com as férias a aproximarem-se, tenham atenção a estas dicas! Nunca se esqueça de ler as letras pequeninas e procure sempre os Termos e Condições!
Para pedidos de apoio dirija-se à DECO (deco.norte@deco.pt) ou ao Gabinete de Apoio ao Consumidor da Câmara Municipal de Alfândega da Fé ou de Macedo de Cavaleiros. A DECO dispõe de um protocolo de colaboração com estas Autarquias e presta apoio presencial nestes concelhos.