E os andores?

Aos Santos populares que o povo vem venerando ao longo dos tempos temos de acrescentar neste ano mais dois: S. Jeronimo e Stª Catarina.
Este S. Jeronimo não estudou gramatica nem filosofia.
Mas especializou-se em retórica na Cova da Piedade, em Cacilhas e, se calhar, na Lisnave.
Não deve ter sido nenhum professor famoso como Donato. Mas teve, de certeza, bons mestres como Cunhal, Pato, e Abrantes (seu centroleico). E por isso é um dos que leva o pálio da jeringonça.
Contra ventos e marés.
Vociferou contra a liberalização dos combustiveis de 2002/2005 feita por Durão Barroso e Paulo Portas. Gesticulou contra a politica de direita capitalista que só governava para os grandes grupos economicos e financeiros.
Malhava na uniao europeia e na troika mais do que o Dr. Santos Silva malhava na direita.
E a verdade é:
Há 6 meses que este S. Jerónimo foi elevado ao altar do poder da jeringonça e a lei da liberalização dos combustiveis ainda não foi revogada.
Bem ao contrario. Quando o petróleo baixa este S. Jerónimo aumenta (ou deixa aumentar) os combustiveis;
Há mais de 1 ano que a troika foi embora. Mas quando volta vem com mais poder; a Comissão Europeia e o B.C.E. que nos empresta dinheiro porque podem (mandam) e o governo da jeringonça do Tonho, de S. Jerónimo e Stª Catarina porque deve (obedece).
Esta Stª Catarina do Bloco é, de facto, uma notável intelectual e nao nasceu no século IV.
Esta Santa da jeringonça deve ter estudado filosofia e outras ciências. Nas discussões públicas com os filósofos (políticos) superou-os a todos. Como prémio também a escolheram para o pálio da jeringonça. Não sei se irá até ao fim desta procissão socialista. Também não sei se vai descalça a levar o andor…
Se ao longo do caminho o St. António do PS mandar estender uma passadeira ainda acredito que esta Stª Catarina não atire o pau do pálio (para o lado) e consiga levar o andor até ao altar do Rato.
Doutra forma penso que nem o bispo D. Januário nem o general «melena e pá»  hão-de querer ser mordomos desta festa.
Já passou tempo mais do que suficiente para que o povo possa viver melhor;
Já passou tempo mais do que suficiente para que todos os funcionários públicos tenham direito a ter (outra vez) as 35 horas;
Já passou tempo mais do que suficiente para que o povo deixe de ajudar os bancos com taxas e taxinhas;
Já passou tempo mais que suficiente para que os grupos (capitalistas) económicos e financeiros pagarem mais impostos:
Já passou tempo mais que suficiente para que as petroliferas e outras grandes empresas deixem de ter lucros exorbitantes e passem a pagar impostos (como os pequenos).
Já passou tempo mais que suficiente para perguntar ao PCP, aos Verdes e ao B.E:
Então e o Nato?;
Então e a U. Europeia?;
Então e o B.C.E?;
Então e a Troika?;
Então o Tsipras e o Syriza da Grecia?;
Então e o Sr. Hollande e as greves em França?
Diz o povo… «cantas bem carriço…»