Uma pomba humana pela paz

 
Com alegria, muito organizados e acompanhados pelos respectivos professores e professoras, no passado dia 21, pelas 11h00, os alunos das várias escolas do Agrupamento de Escolas Emídeo Garcia foram chegando e preenchendo os espaços interiores do desenho que o Professor Trovisco havia feito nas lajes em frente à Sé Catedral de Bragança. Pena que os alunos e alunas dos outros dois agrupamentos de escolas não tivessem feito o mesmo mas não terá havido o mesmo empenho por parte das respectivas direcções e professores.
Na véspera, o Professor Trovisco subiu e desceu dez vezes ao telhado da Catedral para enquadrar o desenho da pomba. E é dele também a fotografia da pomba humana que aqui publicamos.
O Dr. Pedro Guerra, director do Centro Social e Paroquial Santo Condestável, mobilizou as pessoas das instituições sociais e preparou os adereços com que a pomba haveria de «esvoaçar», no final. Ele, o Professor Carlos Fernandes da direcção do Agrupamento Emídeo Garcia e os professores de Religião e Moral fizeram toda a preparação para a mobilização de 700 pessoas e foi muito bonito ver crianças, adolescentes, jovens, adultos e seniores, juntos, a construírem uma pomba humana pela paz.
O Professor Eduardo cantou os hinos pela paz e uma aluna da Escola Emídeo Garcia leu o poema principal para a paz, elaborado pelos próprios alunos. E que bem que ele cantou e ela leu.
Era muito importante Bragança celebrar o Dia Internacional da Paz com o principal símbolo desta, a pomba. Não podia ser uma pomba qualquer mas sim a transformação do ser humano nos valores que a simbologia da pomba representa: a amizade, a fraternidade e a paz, num mundo muito carecido de paz.
A Diocese de Bragança e a sua Comissão Diocesana Justiça e Paz agradecem o empenho de todos. Foi uma enorme demonstração de que a paz é possível.