Nuno Pires

Assessor principal de reeducação
anunopires@hotmail.com

Voluntariedade interativa…conseguida!...

Dada a precariedade social e a diversificação transversal dos dramas humanos, cada vez mais precisamos de um voluntariado de qualidade, potenciador de ações interventivas, dinâmicas, sustentadas no amor e na promoção do bem-estar do “outro” sobretudo do indefeso, desprotegido, carente, material e imaterialmente. Daquele que sofre, física e emocionalmente. Daquele que vive isolado longe de tudo e, tantas vezes, da gente. Voluntariar é ir, partir, promover o encontro, a partilha, dar sem receber, conviver de forma inclusiva, desprendida e humanamente ativa.