Nuno Pires

Assessor principal de reeducação
anunopires@hotmail.com

Ter pai e ser pai…com alegria!...

Não há dúvida. A vida não existira sem os nossos pais. São, portanto, a fonte de vida, da nossa vida!...E aqui, quando evoco os pais, faço-o no unificado conjunto, de pai e mãe. É dessa união que recebemos a semente que determina e potencia nossa vida. Por isso, nada nos pode dissociar dessa conceção, mesmo que, sobretudo em tempos idos, em muitos registos de nascimento, do nome dos progenitores se verificasse a omissão. Independentemente do inegável e insubstituível valor da mãe, que muito singularmente valorizo, o que pretendo evocar, agora, é o papel PAI!...


O conforto de não fazer NADA!...

Viver é um constante desafio, nomeadamente para quem pretende dar um verdadeiro sentido à vida, de forma coerente, ativa e humanamente participativa. Ou seja, contextualizada num autêntico sentido de AÇÃO e MISSÃO. Criar e enfrentar desafios, deve, com efeito, fazer parte da vida de todos e de cada um, de modo a influenciar positivamente os seus ambientes. Empreender é uma tarefa que nos deve mobilizar constantemente, exercendo-a com paixão, sustentabilidade, honestidade, humildade e determinação.