Uma novela para continuar

Em 18 de janeiro do ano em curso, rodeado de algum secretismo o Primeiro-ministro em exercício esteve em Bragança, para mais uma recandidatura à liderança do PSD.
Naturalmente, que durante a sua sessão à porta fechada com os militantes do “Distrito”, o Primeiro-ministro relativamente ao Túnel do Marão disse que é para recomeçar ainda “ainda este semestre”.
Enfim promessas como esta e outras, tem sido o modus discendi do Senhor Primeiro-ministro desde a primavera de 2013.
Perante este “diz-se não diz-se” o que os políticos deste País tentam é adormecer os que ainda estão vivos. Pergunto?
Os responsáveis por Vila Real e Bragança, ainda acreditam que o Governo irá resolver este problema do “Reatamento das Carreiras Aéreas aqui referido”?
Julgamos que não, e que só as Empresas Low-Cost como a Easyjet, Rayneair, SATA (Açores) ou similares e que poderiam estar capazes de serem a solução das carreiras aéreas Lisboa -Vila Real – Bragança. Estas empresas dispõem de aeronaves de médio curso com capacidade para transportarem 35/40 passageiros utilizando pistas curtas como é o caso de Vila Real em óptimas condições de segurança, e ainda com preços mais baixos dos que anteriormente tinham sido conseguidos.
Assim, sobre toda esta problemática muito mais haveria para dizer sobre alguns políticos que agora na oposição, esqueceram-se quando no poder (caso da ex. Secretária de Estado Ana Paulo Vitorino a autora do fecho da Linha do Corgo e Tua agora já na linha da frente da defesa das acessibilidades a Trás-os-Montes). Deviam ter vergonha, mas não têm. Não façam de nós mais esquecidos do que na realidade já estamos.
Finalmente, pelo andar da carruagem o “Avião que diariamente voava de Bragança – Vila Real – Lisboa e volta é mais uma das desgraças que se somam ao túnel do Marão sem solução e outras que continuam na “Nossa Região” .
Julgamos que só as Câmaras Municipais de Vila Real, Bragança e outras de Trás-os-Montes devidamente apoiadas com todas as entidades Regionais envolvidas è que poderão resolver definitivamente este problema.