Bragança

Falta de empreiteiros para tanta obra pública obriga a lançar concursos várias vezes

Publicado por Glória Lopes em Qua, 2019-04-24 10:55

A dificuldade em arranjar empresas de construção civil para a execução de obras tem atrasado algumas empreitadas do município de Bragança, porque obriga a lançar os concursos públicos várias vezes. “Temos casos de obras que o próprio empreiteiro abandonou por dificuldades e razões que não são da nossa responsabilidade, mas que nos obrigam a fazer novos procedimentos para podermos adjudicar”, referiu o presidente da câmara, Hernâni Dias, que admitiu que o relançamento dos concursos “encarece um bocadinho” as empreitadas, implicando um maior esforço financeiro por parte do município.

“Obras que estavam adjudicadas por um determinado montante, para termos a possibilidade de ter concorrentes, o preço tem que aumentar, obrigando a um esforço financeiro adicional”, acrescentou o autarca.

As dificuldades sentem-se a nível nacional. “É um problema que está identificado, o próprio governo e as comissão de coordenação regionais têm essa noção, daí a decisão de prorrogar os prazos de execução do Portugal 2020, tendo em conta estes constrangimentos”, explicou Hernâni Dias.

(Artigo completo disponível para assinantes ou na edição impressa)