Igreja // Diocese

Mensagem de Natal de D. José Cordeiro

AGR em Sex, 19/12/2014 - 10:44

Natal 2014
Dar Esperança ao futuro
Este ano, Bragança-Miranda é Diocese que se confia à Palavra sob a exortação bíblica de S. Paulo: «Confio-vos a Deus e à Palavra da Sua Graça» (At 20, 32), para prosseguir nos caminhos desafiantes da Missão e do Bem Comum.
Em cada Natal festejamos a grande Graça do singular Mistério – No princípio era o Verbo (Jo 1,1) e Hoje o Verbo se faz Carne (Liturgia)! É sempre esta Boa notícia que a Igreja diz todos os dias, porque no Verbum factum caro est acontece o Verbum factum panis est. Jesus Cristo nascido em Belém tornou-se Pão da Vida na Palavra e no Sacramento e em toda a pessoa, fazendo-nos renascer para uma Esperança viva (1Pd 1,3). O começo de tudo é a Palavra da Graça criadora e recriadora – Deus, amigo de todos os homens e de todas as mulheres. Ele, a Luz da Luz, ilumine os passos da humanidade para a paz.
A Igreja, na sua solicitude é casa de inclusão e como mãe abraça a todos, especialmente os mais frágeis, os doentes, os pobres, os desempregados, os excluídos, os emigrantes, as pessoas diversamente hábeis, as famílias, as crianças, os jovens, os idosos e quantos precisam de pão, de paz, de dignidade, de alegria e de Esperança.
Aos Presbíteros, Diáconos, Pessoas Consagradas, Fiéis Leigos(as) e às mulheres e homens de boa vontade convido a serem transparência do Amor na proximidade e na fraternidade. Permitam-me dizer: Vive o espírito do Natal e não te enredes com os adornos artificiais natalícios! Confia em Cristo, Pão eterno da Palavra, e dá Esperança ao Futuro!
Abraço fraterno e cordial
+ José Manuel Garcia Cordeiro, Bispo de Bragança-Miranda

PARA VER O VÍDEO CLIQUE https://www.youtube.com/watch?v=fatqlTEX3Go
 
Natal 2014
 
Dar Spráncia al feturo
 
Astanho, Bregança-Miranda ye Diouceze que se cunfia a la Palabra subre l cunseilho bíblico de S. Paulo: “Cunfio-bos a Dius i a la Palabra de la Sue Grácia” (At 20, 32), para cuntinar an nes caminos zafiantes de la Misson i de l Bien Comun.
An cada Natal festejamos la grande Grácia de l singular Mistério – n’Ampercípio era l Berbo (Jo 1,1) i Hoije l Berbo se fai Carne (Lhiturgie)! Ye siempre esta Buona notícia que l’Eigreija diç todos ls dies, porque an ne Verbum factum caro est acuntece l Verbum factum panis est. JasusCristo nacido an Belém tornou-se Pan de la Bida na Palabra i no Sacramento i an toda la pessona, fazéndo-mos renacer par’ua Spráncia biba (1Pd 1,3). L ampercípio de todo ye la Palabra de la Grácia criadora i recriadora – Dius, amigo de todos ls homes i de todas las mulhieres. El, la Lhuç de la Lhuç, alhumbre ls passos de l’houmanidade pa la paç.
L’Eigreija, na sue solicitude ye casa d’abrigo i cumo mai abraça a todos, subretodo ls mais andebles, ls dolientes, ls probes, ls zampregados, ls scluídos anjeitados, ls eimigrantes, las pessonas cun outros zambaraços, las famílias, ls ninos, ls moços, ls mais bielhos i todos quantos precísan de pan, de paç, de dignidade, d’alegrie i de Spráncia.
Als Presbítaros, Diáconos, Pesoonas Cunsagradas, Fieles Leigos(as) i a las mulhieres i homes  de buona buntade chamo a séren transparéncia d’Amor na prossimidade i na fraternidade. Deixai-me dezir: Bibe l sprito de Natal i nun t’anzones cun ls floreados artefiales natalícios! Acradita an Cristo, Pan eiterno de la Palabra, i dá Spráncia al feturo!
Abraço fraterno i cordial