Autarquicas já fazem mexer os candidatos

O Governo marcou as eleições autárquicas para o dia 29 de Setembro próximo, o que constituiu uma antecipação de quase quinze dias relativamente ao que era esperado. Por isso, os candidatos e suas equipas já estão no terreno e fazem pela vida.
No caso do município de Bragança, há os aspetos novos, derivados da mini-reforma autarquica de só termos 39 freguesias e, por isso, uma assembleia municipal de apenas 79 membros contra os anteriores 89 e de, na cidade, só haver uma freguesia, a União de Freguesias de Sé, Santa Maria e Meixedo. Há ainda algumas freguesias rurais integradas como Aveleda e Rio de Onor, Castrelos e Carrazedo, Izeda, Calvelhe e Paradinha Nova, Parada e Faílde, Rebordainhos e Pombares, Rio Frio e Milhão, e S. Julião de Palácios e Deilão.
Há três projectos concorrentes: o do PSD, o do PS e o do Movimento Sempre Presente, um movimento cívico e político que se constituiu como alternativa cívica aos partidos políticos.
Do PSD sabe-se ainda muito pouco, ou seja, apenas que Hernani Dias, do elenco actual de vereadores de Jorge Nunes é o candidato a Presidente da Câmara e que o segundo da lista será o actual Presidente da Junta de Freguesia da Sé, Paulo Xavier.
O Movimento Sempre Presente tem as suas listas praticamente definidas. Humberto Rocha, o fundador deste movimento, é o candidato à Câmara Municipal, levando consigo Otávio Fernandes. À Junta da União de Freguesias da cidade o Movimento apresenta Alice Borges, professora da Escola Secundária Emídeo Garcia e experiente em tarefas de gestão, inclusive a de vereadora da Câmara Municipal no segundo mandato de Jorge Nunes. À Assembleia Municipal o Movimento apresenta como cabeça de lista Henrique Ferreira, professor da ESE do IPB e que já foi Presidente da Assembleia Municipal, entre 1994 e 1997.
O PS precisou de ir buscar Júlio Meirinhos para a Câmara Municipal menosprezando a inteligência local. Meirinhos leva consigo o símbolo da estrutura dirigente do Partido, protagonizada por Vítor Pereira, professor, e promete muita música através da soprano Isabel Castro, professora da ESE do IPB. À Assembleia Municipal, o PS leva Jorge Gomes, ex-Governador Civil e empresário local como cabeça de lista. A cabeça de lista para a Junta da União de freguesias da cidade, o PS coloca Belmiro Vilela.
Temos portanto três projectos em concorrência: dois de partido (PSD e PS) e um cujo lema é «O meu Partido é Bragança», o Movimento Sempre Presente. Podem ser três bons projectos.
Oxalá tenhamos muitas ideias em debate. Felicidades para todos. E que ganhem os que revelarem melhores ideias e projectos.