CREIO que O DIABO é INIMIGO DE DEUS E DO HOMEM

Creio na Igreja, Mãe e Mestra, que nos ensina que o diabo é um ser espiritual, que se tornou inimigo de Deus e do homem, que coloca este contra Deus e contra os outros homens, semeando violência e toda a espécie de mal.
Creio em Jesus, que disse que o diabo é “homicida desde o começo”, que vai movendo a inteligência e o coração do homem para gerar mais morte e mais destruição, continuando o caminho bíblico em que Caim matou Abel.
Creio em Jesus, que disse que o diabo é o “pai da mentira”, que mente e ensina a enganar e a mentir, que é contra Aquele que é a Verdade, Jesus Cristo, e que enreda os homens na falsidade, no erro, na mentira que corrompe e destrói.
Creio em Jesus, que disse que o diabo é o “príncipe das trevas”, que semeia nuvem de poeira para cegar as inteligências e os corações, para impedir o bom e são discernimento, para cegar os olhos da alma e os impedir de ver Deus e a sua obra.
Creio em Jesus, que disse que o diabo é o “príncipe deste mundo”, manobrando as mentes e os corações para gerar vaidade, egoísmo, avareza, cobiça, inveja, maldade e falsidade, que vai semeando a violência, a fraude, o roubo, o crime de toda a espécie de maldade.
Creio que o diabo nos vai colocando contra Deus e no coração do homem gera a heresia, manobra a blasfémia, semeia a revolta contra o Senhor, suscita a seita satânica, o ódio a Cristo, o apego ao pecado e ao mal.
Creio que o diabo vai enganando as pessoas, sugerindo-lhes que não há pecado, que não há mal em cometê-lo, que não há eternidade, que usem mal da sua liberdade, que gozem à vontade, e vai atraindo para a vaidade e a soberba déspota e violenta.
Creio que o diabo, inimigo da natureza humana, seduz e ilude, colocando diante de nós o mal com aparência de bem, suscita a avareza de toda a ordem, fomenta a cobiça, ilude com a sensualidade desordenada e pecaminosa.
Creio que o diabo não nos deixa conhecer as consequências nefastas do pecado e não nos deixa ter um conhecimento interno dele, para o aborrecer, detestar e nos afastarmos dele com audácia cristã e desejos de fidelidade.
Creio que o diabo quer destruir o bem e a verdade na Igreja e na humanidade, corrompe corações, inteligências e vontades, causa tanta cegueira interior e leva ao mal, à destruição, à luta contra Deus e contra Cristo.
Creio na Igreja que nos ensina que, pela oração, penitência e caridade, podemos sempre resistir ao diabo, vencer as tentações e viver na fidelidade a Cristo e ao seu Evangelho.