Bragança

IPB ofereceu 45 fotografias de Sebastião Salgado ao Centro George Dussaud

Publicado por Glória Lopes em Qui, 2016-09-15 09:42

As difíceis condições de vida dos Sem Terra, no Brasil são reveladas em "Terra", a  exposição de fotografia do brasileiro Sebastião Salgado, patente no Centro de Arte Contemporânea Graça Morais, em Bragança, até 16 de outubro. Estas imagens muitas vezes duras, tristes, mas também de revolta, eram a realidade de cinco milhões de brasileiros, que não tinham lugar, nem  contavam com o apoio do governo para realizarem o seu desejo que era apenas um pedaço de terra. Sebastião Salgado foi o primeiro a mostrar o que se passava ao resto do mundo.
O conjunto de 45 imagens foram adquiridas ao fotógrafo pelo Centro Europe Direct, instalado no Instituto Politécnico de Bragança, no ano 2000, que agora as cedeu ao Centro de Fotografia Georges Dussaud. "Fez-se a compra da exposição, mas agora decidimos que as fotografias deviam ser expostas no Centro George Dussaud para que todos as possam ver. Apelo às pessoas de Bragança e da região para que as venham ver, apenas para sentirem o que ali está. O choque é enorme, são pessoas que vivem nas margens das estradas e são vítimas das melícias e dos fazendeiros. Isto dá-nos uma lição de vida e de humildade", explicou Sobrinho Teixeira, presidente do IPB, durante a inauguração da exposição no passado sábado