Futebol

Direção do Mirandela pede apoio dos sócios para ultrapassar crise financeira

Publicado por Fernando Pires em Qui, 2016-11-17 22:58

Para além da crise de resultados desportivos, o Mirandela (SCM) atravessa uma grave crise financeira. A equipa sénior ocupa, actualmente, o sétimo lugar no campeonato de Portugal, longe dos lugares que dão acesso a lutar pela subida de divisão, e os associados do SCM não têm marcado presença nas partidas em casa. Uma situação que está a provocar prejuízos avultados. Isso foi revelado aos associados, na passada segunda-feira, durante uma assembleia- -geral extraordinária do clube. “A taxa de arbitragem são 650 euros, a policia leva cerca de 200 euros e de receita nos jogos em casa não tem passado dos 500 euros. Assim não é fácil gerir o clube”, afirma Carlos Correia, admitindo que os resultados da equipa sénior não têm ajudado, mas isso não explica tudo. “As pessoas têm dificuldades porque não têm emprego ou recebem pouco de salário e ainda por cima há muita juventude que vinha ao estádio, mas que tem emigrado. Tudo isto, resulta numa assistência menor aos jogos”, diz. Carlos Correia chegou mesmo a afirmar que se não fosse a ajuda financeira e logística do Município, o Mirandela “já tinha fechado as portas”.