Igreja // Igreja

Bispo de Bragança “em choque” com morte de D. José Policarpo

AGR em Qui, 13/03/2014 - 10:35

O bispo da Diocese de Bragança-Miranda, José Cordeiro, confessa ter ficado “em choque” com a morte do patriarca emérito de Lisboa, D. José Policarpo.
O prelado brigantino tinha uma relação próxima com D. José Policarpo, a quem tinha acompanhado numa visita a Miranda do Douro no passado mês de outubro.
“Foi um choque porque estive com ele de manhã. Estava em retiro connosco, os bispos portugueses, e de manhã não se levantou. O quarto dele era em frente o meu”, explicou o bispo de Bragança-Miranda, que recorda a boa relação e o contributo inestimável de D. José Policarpo para "a cultura e a Igreja portuguesas". "Tínhamos uma relação humana que foi crescendo ao longo do tempo em que estive em Roma" frisa o prelado brigantino.
Agora, esta é "uma hora de gratidão pela vida dele e pelo profundo sentir da Igreja". "Era um especialista do Concílio Vaticano II que deixou uma marca na cultura e na Igreja em Portugal".
Recorde-se que foi de D. José Policarpo a homilia (intitulada «Vai, toma conta da minha Vinha») na ordenação de D. José Cordeiro, há pouco mais de dois anos, "fruto dessa relação humana".