Atual // Nordeste Transmontano

GNR prendeu três suspeitos de assaltos a igrejas e residências

AGR/GL em Qui, 30/01/2014 - 10:58

Uma operação desencadeada pelo Destacamento Territorial de Bragança da Guarda Nacional Republicana na última segunda-feira permitiu deter um grupo que as autoridades acreditam ser o responsável pela vaga de assaltos que tem assolado o Nordeste Transmontano nos últimos meses, sobretudo nos concelhos de Bragança, Macedo de Cavaleiros e Mirandela.
O grupo, com três elementos de 17, 23 e 47 anos, inclui um indivíduo de nacionalidade espanhola (o mais novo dos três), foi apanhado em flagrante delito.
Nesta rusga desencadeada pela GNR após vários dias de investigação, foram ainda apreendidos dois veículos aos suspeitos, para além de diverso material resultado de furtos consumados, como ouro, computadores e outro material de informática, encontrado em casa dos suspeitos.
Este é um fenómeno que começa a deixar algumas aldeias em alvoroço.
É o caso da aldeia de Salsas. Um dos habitantes contou ao Mensageiro que os furtos se têm sucedido, causando mais prejuízos pelos danos causados com os arrombamentos do que propriamente com o produto levado pelos larápios. A exceção terá sido há algumas semanas quando foram roubadas duas armas de uma residência particular. “Para além disso vão levando algum ouro, dinheiro e material que encontram. O último caso foi o assalto a uma corriça de onde levaram dois motores de rega”, conta o mesmo habitante. Por isso, “as pessoas andam agastadas com esta vaga de assaltos”, frisa.
Para além das residências particulares, também os templos têm sido visitados pelos ladrões, como aconteceu com o santuário de Chãos, há poucas semanas.