Atual // Mirandela

Líder do CDS voltou atrás na intenção de se demitir

Fernando Pires em Ter, 02/08/2016 - 10:06

Há cerca de um mês, a presidente da comissão política concelhia do CDS/PP de Mirandela enviou, por correio electrónico, aos elementos da concelhia, bem como ao vereador do CDS na autarquia e aos presidentes de junta eleitos pelo partido, uma nota onde manifestava a sua intenção de pedir a demissão de líder da concelhia. “Houve uma situação particular e profissional que me fez repensar a minha condição de líder da concelhia e para não prejudicar o partido, pensei tomar essa posição”, explica Sandra Grilo.
No entanto, na semana passada, aconteceu um volte face, com a dirigente centrista a mostrar-se sensível aos apelos do secretário-geral do partido, para continuar. “Numa altura em que estamos em pleno desenvolvimento do processo de escolha dos candidatos às autárquicas do próximo ano, pediu-me para repensar a minha saída e decidi voltar atrás”, revela.
Sandra Grilo diz mesmo que o candidato do CDS à Câmara de Mirandela será anunciado, “entre o final de Setembro e o início de Outubro”.
Recorde-se que, Sandra Grilo foi reeleita, em Fevereiro deste ano, presidente da comissão política concelhia de Mirandela do CDS/PP, até 2018, com um total de 48 votos contra os 24 de Fernanda Ferreira que liderava a lista adversária.
Na altura, a dirigente avisou que a intenção é mesmo repetir a última vitória autárquica do partido, que foi protagonizada por José Gama, em 1989. “Se não for possível vencer, pelo menos pretendemos voltar a ser a segunda força política mais votada, o que já não acontece, desde 2005”, conta.
 

Tags: