Atual // Nordeste Transmontano

Nomeações nos Centros de Emprego geram dúvidas nos socialistas

AGR em Sex, 04/03/2016 - 11:07

As recentes nomeações para os centros de emprego criaram uma onda de contestação entre as hostes socialistas, sobretudo em Macedo de Cavaleiros e Torre de Moncorvo e, em menor plano, Bragança.
Se a escolha de Sandra Valdemar não mereceu grandes críticas, a manutenção de Telmo Gabriel como diretor adjunto do Centro de Emprego em Macedo de Cavaleiros fez levantar um clamor na concelhia local, que tinha indicado outros nomes (Pedro Mascarenhas era um deles).
Ao que foi possível apurar junto do IEFP, a escolha será da responsabilidade do próprio Diretor Geral, que também indicou o nome para Bragança (Rui Costa), próximo do PSD.
Luís Silvestre foi um dos nomes indicados para o cargo.
No entanto, em ambas as situações, a justificação apontava para o facto de a escolha ter de recair num elemento que já fizesse parte da estrutura do IEFP.
Uma situação que não se verificou, por exemplo, em Mirandela (ou em Vila Real).

Fernanda Mesquita confirmada em Mirandela

Tal como o Mensageiro tinha avançado, na edição anterior, Fernanda Mesquita vai mesmo substituir Paula Romão como diretora do centro de emprego de Mirandela.
A professora de primeiro ciclo, que tem estado afeta, a tempo inteiro, à comissão de proteção de crianças e jovens em risco do concelho de Mirandela, foi o nome indicado pela estrutura concelhia do PS e apresentou-se, esta terça-feira, nas suas novas funções. A nomeação acontece uma semana depois de terem tomado posse os restantes elementos da estrutura distrital do IEFP.
Em Torre de Moncorvo, que está na dependência do centro distrital de emprego e formação profissional de Vila Real, a nova responsável é Alzira Ramos, ex-presidente da Concelhia do PS de Mirandela. No entanto, o que chocou a concelhia moncorvense foi a falta de diálogo durante o processo, que foi mais moroso, em Mirandela, dado que inicialmente foi indicado pela estrutura socialista, o nome de António Júlio, funcionário dos quadros do IEFP, há cerca de 17 anos, no centro de emprego de Mirandela, que chegou mesmo a apresentar-se na qualidade de novo diretor, há uma semana, mas, algumas horas depois, foi informado pela chefia regional que não tinha as habilitações mínimas exigidas para exercer o cargo de diretor adjunto.
Imediatamente foi endossado o convite a Fernanda Mesquita, militante socialista, que aceitou e passa a liderar o centro de emprego de Mirandela.
Várias fontes ouvidas pelo Mensageiro, de diversas concelhias, dão conta de algum mau estar criado com esta situação mas, para já, vai ser dado o benefício da dúvida.
 

Tags: