Atual // Nordeste Transmontano

Populações reivindicam ponte entre Talhas e Sampaio para encurtar distâncias

Glória Lopes em Qui, 26/04/2018 - 09:10

As populações ribeirinhas do Rio Sabor, nas aldeias de Talhas, no concelho de Macedo de Cavaleiros, e Sampaio, em Mogadouro, reivindicam a construção de uma ponte para facilitar a acessibilidade nesta zona, uma vez que existem laços profundos entre os habitantes das localidades. Sampaio e Talhas distam atravessando o rio 18 km, mas pela estrada são 50 km, pois é necessário fazer um percurso por várias aldeias, como Gralhós, Morais e Lagoa, para apanhar a nova ponte que substitui a de Remondes, submersa pelo caudal da albufeira da Barragem do Baixo Sabor. "Os povos têm ligações ancestrais, nos dias festivos as pessoas visitavam famílias de um lado e do outro”, referiu Benjamim Rodrigues, presidente da câmara de Macedo de Cavaleiros, que considera que a travessia “pode melhorar as relações económicas desta zona da Terra Quente para o Planalto Mirandês, até porque há pessoas que trabalham de um lado e moram no outro”, além disso lembrou que as cooperativas de amêndoa se localizam na zona de Mogadouro ou de Torre de Moncorvo.  Também o autarca de Mogadouro, Francisco Guimarães, admite que a ponte “é um anseio das populações há dezenas de anos”.