Atual // Nordeste Transmontano

Rionor é um grito contra a apatia e pelo direito de viver no interior

Glória Lopes em Qui, 06/10/2016 - 15:40

Portugueses e espanhóis da zona fronteiriça de Bragança e Castela e Leão juntaram-se e constituíram a Plataforma RIONOR-Rede Ibérica para uma nova ordenação raiana, uma associação que quer lutar pelo direito de viver no interior com dignidade e as mesmas condições que os habitantes do litoral, com aceso à saúde, à educação, ao emprego e ao desenvolvimento.
A escritura pública da associação foi firmada no passado sábado, na aldeia de Rio de Onor, em Bragança, como forma de retomar o mito de Rio de Onor, uma localidade onde as pessoas “partilham” os bens entre um lado e o outro da fronteira, num cabanal instalado para o efeito. Os subscritores da associação consideram que a fronteira é uma linha imaginária que une mais do que separa. ”A RIONOR é um grito contra a apatia. Vamos ser cidadãos e encontrar soluções para os problemas”, explicou João Ortega, um dos fundadores da associação.