Nordeste Transmontano

Emídio Garcia e Centro Escolar da Sé encerrados devido à greve

Publicado por AGR em Sex, 2016-11-18 10:41

A Escola sede do Agrupamento Emídio Garcia e o Centro Escolar da Sé, do mesmo agrupamento, estão esta sexta-feira encerrados devido à greve da Função Pública, marcada devido à manifestação em Lisboa. Logo de manhã, partiu do Nordeste Transmontano um autocarro com mais de 50 participantes, rumo à Lisboa, com paragens também em Macedo de Cavaleiros e Mirandela.
Nas restantes escolas do distrito, de acordo com informação do Sindicato da Função Pública, as atividades decorrem sem grandes constrangimentos.
No Agrupamento Abade de Baçal, a direção da escola admite ter de fazer algumas alterações à rotina durante o período do almoço, mas sem causar problemas.
Na escola Emídio Garcia faltaram todos os 21 assistentes operacionais, inviabilizando a abertura do estabelecimento de ensino. Já no centro escolar da Sé estão em greve oito dos dez assistentes operacionais ali colocados, incluindo os quatro fornecidos pela autarquia.
Este é mesmo um dos um agrupamentos onde a falta de meios humanos mais se tem notado. Fonte da direção frisou ao Mensageiro que do ano letivo passado para este se perderam quatro funcionários, que se aposentaram e não foram substituídos. A reposição das 35 horas semanais veio causar mais constrangimentos, uma vez que a escola está impossibilitada de requerer ao IEFP desempregados ao abrigo dos programas de ocupação. "Já enviámos vários pedidos à direção geral mas não tivemos resposta", garante a mesma fonte.