Desporto // Futebol

Juíza empossou outra vez António Ramos

AGR em Qui, 03/03/2016 - 18:40

António Ramos é, outra vez, de plena posse, o presidente da Associação de Futebol de Bragança.
O ato de tomada de posse decorreu na passada sexta-feira, dia 26, na sede da Associação de Futebol de Bragança, agora conferida por um funcionário judicial, dando cumprimento a uma sentença da Juíza Marta Inês Dias, datada do passado dia 2 de fevereiro.
“Julgo parcialmente procedente a presente ação e, em consequência, decido investir o Requerente [António Ramos] no cargo de Presidente da Direção da Associação de Futebol de Bragança e ordeno a entraga ao mesmo das chaves das instalações da AFB, das chaves do cofre, do livro de actas e dos respetivos elementos de suporte contabilísticos”, lê-se, na sentença a que o Mensageiro teve acesso.

E a restante direção?

De facto, Jorge Nogueira deu cumprimento à ordem judicial, entregando as chaves das instalações. No entanto, os restantes membros da direção cessante recusaram abandonar os seus postos, pois entendem que a decisão judicial apenas se aplicava ao próprio António Ramos e não aos elementos que compõe a sua direção, eleita em junho de 2013.
De acordo com a sentança, “alega o requerido que o requerente não pode peticionar a investidura dos restantes membros alegadamente eleitos para todos os órgãos da AFB sem estar por eles acompanhados nesta ação. Configura erradamente o requerido a excepção invocada na ilegitimidade ativa”, pois “a presente ação destina-se a investir a pessoa eleita para um cargo social que esteja mpedida de o exercer. Assim sendo, para que todos os membros eleitos para os respetivos cargos necessário seria que se tivessem coligado ao requerente”, António Ramos. A sentença lança a confusão ao dizer, imediatamente a seguir, ao considerar “manifestamente improcedente o pedido formulado pelo requerente no sentido de que os restantes membros eleitos para os órgãos sociais da AFB sejam investidos através da presente ação, porque xtravasa o âmbito da mesma”, mas sempre considera que com a investidura de António Ramos “ficará definitivamente ulrapassada a questão do obstáculo em relação aos demais membros eleitos, reunidas que passam a estar as condições para aquele protagonizar o empossamento dos mesmos”.
Ontem de manhã, dando cumprimento a nova ordem judicial, António Ramos fez-se acompanhar da PSP para tomar conta da AFB, tendo mudado as fechaduras das portas interiores e exteriores. Os elementos da lista de Jorge Nogueira, que desta vez não estavam presentes, consideram que houve alguma “pressa” nestas decisões pois para ontem à noite estava agendada uma assembleia geral que serviria para convocar novas eleições.
 

Tags: