Desporto // Campeonato Nacional de seniores - Fase de Manutenção

Rui Borges escreveu a vitória nas entrelinhas

David Vaz em Qui, 19/03/2015 - 18:24

Contra o Vianense, o Bragança soube escrever a sua própria história. André David leu o jogo e descobriu a chave para a vitória no espaço do adversário. Depois do golo, trancas à porta e mais três pontos para o Bragança.
A segunda vitória consecutiva da fase de manutenção do Bragança foi mais do que meros números (todos eles bem equilibrados). Foi uma questão de saber ler. Nesse ponto, nota máxima para André David, o treinador canarinho. Depois de uma primeira parte muito dura, onde se deu preferência ao físico e que culminou com um penalti sobre Horácio, mas que Jonas, guarda-redes do Vianense, acabaria por defender, André David deu a volta ao texto. Na segunda parte, o Bragança entrou com uma abordagem diferente. Gerôme, ao invés da linha, passou a procurar o espaço entre o lateral e o central. Diagonais a alta velocidade que deixavam a defesa adversária aos papéis. Horácio, que jogava a extremo, deu o lugar a Toni. Era pela velocidade que André David queria resolver o jogo. E assim foi. Rafa lançou Rui Borges que, vindo de trás, ultrapassou o guarda-redes e fez o único golo do jogo. Depois? Trancas à porta. O autor do golo saiu (muito aplaudido) e deu lugar a Gancho. A equipa ganhou consistência a defender e o resultado não mais se alteraria. Uma vitória conquistada pela superioridade tática, que deixa o Bragança a sós com o Pedras Salgadas nos lugares cimeiros da classificação.