A opinião de ...

“Águas verdadeiras, por S. Mateus as primeiras”

E assim foi… A nossa região registou as primeiras chuvas significativas do outono durante o passado fim-de-semana.
E tudo pela mão de um fenómeno que nunca havia ocorrido nas nossas latitudes. Assistimos a algo único e surpreendente, a formação de um sistema tropical ao largo da costa ocidental portuguesa, que acabou por ser seguido pelo NHC – Centro Nacional de Furações de Miami, sediado Estados Unidos, que o nomeou, de tempestade sub-tropical Alpha e cujos “restos” passaram pelos céus da nossa região, sem qualquer severidade (felizmente), contribuindo para as chuvas abundantes que se verificaram no passado fim-de-semana, chuvas muito bem recebidas.
Bragança acumulou no sábado, dia 19 de setembro 17.1 litros por m2 e no domingo, dia 20 mais 16.3 litros, sendo que o total mensal na capital de distrito se fixa hoje (22.09.2020) nos 33.8 litros, ainda longe da média mensal que é de 45mm, média que é perfeitamente alcançável, uma vez que se prevê mais precipitação durante esta semana, o que são excelentes noticias.
O outono astronómico já chegou, a atmosfera revela a instabilidade característica desta estação de transição e os prognósticos são assim extremamente difíceis de concretizar, voltamos a falar de um novo sistema tropical em águas portuguesas, nomeada de tempestade tropical Paulette, que está a baralhar por completo as previsões a prazo, aferindo pouca qualidade às simulações modelísticas que temos disponíveis, contudo parece assegurada a primeira irrupção de ar frio da temporada já nos próximos dias, com descida significativa das temperaturas, em especial as mínimas, que se colocarão em valores mais próprios de finais de outubro que de setembro.
Já amanhã, sexta-feira, as temperaturas serão francamente frias para a época, com as mínimas a descerem aos 5ºC em Bragança e Vinhais, aos 4ºC em Carrazeda de Ansiães e Miranda do Douro e 6ºC em Mirandela, não se descartando geada em alguns pontos de montanha Montesinho / Nogueira. Também as máximas serão frescas, em Bragança a máxima não deve superar os 14ºC, em Vinhais os 13ºC, Mogadouro e Macedo de Cavaleiros os 15ºC, Mirandela os 18ºC.
A partir de domingo, as temperaturas tendem a subir novamente, sendo que a subida será mais destacada nas máximas, contudo não se esperam valores excessivamente quentes, mas sim em linha com valores normais para esta época do ano. Em relação à probabilidade de precipitação, depois dos aguaceiros registados durante esta semana, devem reduzir-se substancialmente pelo menos até dia 30.
Dada a incerteza das previsões a prazo, aconselhamos o acompanhamento das atualizações de todas as informações na página de Facebook e Twitter do Meteo Trás-os-Montes - Portugal.

Edição
3800