// Nordeste Transmontano

“O SNS apenas sairá fortalecido da pandemia se for considerado como um todo”

Publicado por Redação em Qui, 2020-10-15 09:44

No mês em que a Associação de Cuidados Paliativos celebra 25 anos de existência, o Mensageiro entrevistou Duarte Soares, médico brigantino e presidente da APCP.
Mensageito de Bragança: O mote da campanha dos Cuidados Paliativos é em 2020 “Ligados para Cuidar”. Porquê esta escolha?
Duarte Soares: Durante os últimos anos, a APCP tem procurado promover campanhas de sensibilização sobre os Cuidados Paliativos que se relacionem intimamente com os acontecimentos mediáticos atuais do país. Em 2019, celebramos a aprovação do Estatuto do Cuidador Informal com a campanha “Dar Voz a quem cuida”, alertando desde logo para o risco de que aquele Estatuto tardaria a sair do papel. O tempo deu-nos razão e constatamos com tristeza de que a aprovação unanime em Assembleia da República não se traduziu ainda numa melhoria da qualidade de vida dos cuidadores informais. Um problema sério, que merece a nossa reflexão.
Em 2020 as atenções estão inevitavelmente focadas nas dificuldades de prestação de cuidados sentidas durante a pandemia. O lema “Ligados para Cuidar”, reflete não apenas a necessidade urgente de nos readaptarmos às novas circunstâncias epidemiológicas, mas também porque agora nos deparamos com um novo grupo de pacientes, os doentes “Covid”, com necessidades muito específicas.
LEIA A ENTREVISTA COMPLETA NA EDIÇÃO IMPRESSA OU EM PDF ONLINE