Ernesto Vaz (Arqueólogo)

A Mesa de Santo Estêvão de Samil

Um legado da proto-história e romano ou medieval/moderno?

A classificação dos Caretos de Podence como Património Imaterial da Humanidade acendeu uma luz potentíssima sobre o Distrito de Bragança e o seu vastíssimo património imaterial. Legado que tem sido estudado todo junto, no mesmo feixe, atado pelo cordel fornecido por astures, zoelas e romanos. Mas terá todo a mesma etiologia, a mesma origem? Este texto pretende lançar o debate em torno desta questão.

1. O Conselho de Samil.


A origem da aldeia da Novena da Senhora da Serra: -- A Vila de Rebordãos fugiu para a serra

(…) Ora, se atendermos à magnificência da obra, se considerarmos a distância de duas ou três léguas em que se acha a pedra de cantaria que nela se consumiu (…) se calcularmos o número de carretos que desta pedra seriam necessários; se repararmos na elevação da serra, coberta de névoa a maior parte do ano (…) se ponderarmos a distância em que ficam os povos circunvizinhos, que de todos é íngreme a subida, sumamente custosa para as conduções e transportes de gente; se observarmos enfim o rigor do clima, as asperezas do sítio, a violência dos ventos, o ímpeto das chuvas e a frequência das neve