Sport Clube Mirandela

Presidente da Assembleia-Geral desmente gestão despesista nas contratações

Publicado por Fernando Pires em Qua, 2014-12-31 12:09

São declarações que "ferem a dignidade de gente honrada e que um advogado está a estudar se devem merecer tratamento na justiça”. É a reação do presidente da Assembleia-Geral do Sport Clube Mirandela, Armando Rodrigues, às críticas avançadas por um dos vice-presidentes da direção, António Lemos, sobre a gestão considerada “demasiado despesista” das contratações de jogadores, um dossier entregue, no início da época, a Armando Rodrigues.
António Lemos disse nunca ter concordado com a coordenação do dossier das contratações por parte do presidente da Assembleia-Geral, mas Armando Rodrigues diz que foi “numa reunião da direção que o presidente propôs o seu nome para liderar o processo de escolha do plantel e não houve qualquer contestação, na altura”, revela. 
Acusado de ter ultrapassado o plafond definido para contratações, Armando Rodrigues desmente que tal tenha acontecido. “Não é verdade que as contas não fossem do conhecimento da direção e não ultrapassei o que estava previsto”, remata.

Tags