Nordeste Transmontano

Covid-19: Mais seis pessoas infetadas no distrito e um espaço de inclusão para crianças encerrado em Mogadouro

Publicado por António G. Rodrigues/Fernando Pires/Francisco Pinto em Qui, 2020-07-09 11:58

Subiu para 70 o número de casos ativos do novo coronavírus no distrito de Bragança, depois de nas últimas horas terem sido diagnosticados seis novos doentes infetados, um deles um rapaz que frequentava um espaço de inclusão social para crianças portadoras de deficiência, em Mogadouro.

Nos últimos dois dias, foram diagnosticados um total de 20 casos novos. 15 na terça-feira e 6 esta quarta-feira. Três em Miranda do Douro, um em Bragança, um em Vinhais e outro em Macedo de Cavaleiros.

De Miranda do Douro testaram positivo um homem de 34 anos, de Malhadas, um homem de 39 anos de Miranda do Douro e um rapaz de 14 anos de Duas Igrejas. Este caso levou já ao encerramento preventivo de um espaço de inclusão social para crianças portadoras de deficiência (Espaço + em Mogadouro, frequentado pro dez crianças). Serão feitos 22 testes, entre utentes e funcionários.

Segundo o autarca de Mogadouro, Francisco Guimarães, os testes foram solicitados às autoridades de Saúde Pública, considerando que, "para já, não há motivo para alarme". "Aparentemente a situação está controlada mas teremos de aguardar", disse Francisco Guimarães.

O rapaz já desde sexta-feira que não frequentava o espaço, indicou o autarca.

Em Bragança testou positivo mais uma jovem estudante africana, de 20 anos, e um rapaz de 22, também estudante africano, de Macedo de Cavaleiros, com manteve contactos com estudantes de Bragança que estão infetados.

O sexto caso agora conhecido é de uma mulher de 38 anos, de Vinhais, relacionada com o Comandante do Destacamento Territorial de Miranda do Douro

Desta forma, o distrito atingiu os 333 casos confirmados desde o início da pandemia, havendo 239 pacientes recuperados.

O número de mortes mantém-se inalterável desde o final do mês de maio. São 24 óbitos associados ao novo coronavírus.

Há agora no distrito 70 pessoas com a doença ativa. 30 no concelho de Miranda do Douro, 21 no concelho de Bragança. Torre de Moncorvo regista três casos. Macedo de Cavaleiros três e Vinhais dois casos. No entanto, já há alguns dias que a ULS não atualiza o número de recuperados.

Mirandela, Vila Flor, Vimioso e Alfândega da Fé têm um caso ainda com doença ativa.

Os restantes sete casos são importados. Seis de Lisboa e Vale do Tejo e um de Aveiro.

Reunião em Miranda do Douro para debater formas de controlar o vírus

 

Entretanto, o número crescente de casos levou a que na quarta-feira se tivesse realizado uma reunião em Miranda do Douro que juntou Saúde Pública, GNR e autoridades locais de saúde, para debater a abordagem que se deveria fazer à pandemia no Planalto Mirandês.

Recorde-se que esta semana aquele concelho destronou Bragança da liderança do número de casos.

Miranda do Douro tem agora 30 enquanto Bragança chegou aos 21.

Só na terça-feira registaram-se 12 novos positivos, incluindo de uma menina de oito anos.

Todos estes casos estão relacionados com pacientes anteriores e dizem respeito a infeção na comunidade. Ou seja, não são casos transmitidos em empresas nem em instituições. Mas vários estão ligados a cafés e restaurantes.

Os 12 novos positivos de terça-feira foram registados sobretudo em Malhadas (cinco casos), Sendim (quatro), Miranda do Douro (dois) e Póvoa (um).

Em Malhadas trata-se de um jovem de 18 anos, outro de 20, um de 45 e outro de 57 anos. Em Sendim é um casal de 35 e 38 anos, um rapaz de 12 e uma mulher de 64 anos. Também 64 anos tem o homem infetado na Póvoa enquanto que na cidade de Miranda do Douro testaram positivo uma menina de oito anos e uma mulher de 39.

Já no início da semana tinham dado positivo quatro outros pacientes de Miranda do Douro (uma mulher em Palaçoulo, na casa dos 40 anos, um homem de Sendim com 63 e um homem e uma mulher de Malhadas, de 45 e 57 anos respetivamente).

No final da semana passada já tinha testado positivo um terceiro GNR, motorista do comandante de Destacamento. Foi o terceiro caso positivo no Planalto entre elementos da GNR, que levou cerca de uma centena de militares a fazer testes. Ontem, mais de 30 já tinham dado negativo.

 

Até agora recuperaram 72 por cento dos infetados. Apenas cerca de 20 por cento dos infetados no distrito até ao momento são casos ainda ativos.

 

(Notícia corrigida às 13h27. São seis casos novos e não cinco)